TAKING TOO LONG?
CLICK/TAP HERE TO CLOSE LOADING SCREEN.
Category: Doenças da pele

Cotovelos e Joelhos Escuros e Ressecados

Os cotovelos e joelhos escurecidos ou ressecados são comuns a muitas pessoas, causando um grande incômodo.

Essa área possui, naturalmente, uma sobra de pele, que é importante para a movimentação da articulação e é um pouco mais espessa (grossa) para proteger do atrito. Mas alguns fatores pioram o aspecto dos cotovelos, como o ressecamento e escurecimentos. Por isso é importante ter um cuidado extra para que fique mais bonito.

Dicas para Cotovelos e Joelhos escuros e ressecados

  • Esfoliação leve: o uso de cremes esfoliantes, de forma suave e bem orientada ajudam a afinar a pele até a sua espessura natural. A orientação do seu dermatologista é muito importante para esse item, tenha muito cuidado com fórmulas caseiras para clarear cotovelos e joelhos.
  • Evite apoiar-se sobre os cotovelos, o aumento do atrito faz com que ele fique mais espessado e escuro.
  • Use hidratante específico, várias vezes ao dia. Uma boa hidratação mantém a pele com aspecto muito mais fino e bonito.
  • Use protetor solar: se você não usar protetor solar nos cotovelos e joelhos, eles irão bronzear mais que outras áreas, ficando ainda mais escuros.

Doenças relacionadas

Algumas doenças podem estar relacionadas a esse problema como Xerose Cutânea, Psoríase e outras. Sendo assim, em muitas situações, a melhor opção é consultar o seu dermatologista para saber qual será o melhor tratamento.

[sc:AssineListaFinalPost ]

Vitiligo

O quê é o Vitiligo?

O vitiligo é doença de pele de causa desconhecida que acomete cerca de 1% da população, comprometendo de modo semelhante homens e mulheres, preferencialmente entre 10 e 30 anos de idade.

Como surge o Vitiligo?

Alguns fatores precipitantes para essa doença são: estresse físico e emocional, traumas mecânicos e substâncias químicas, como derivados do fenol. Doenças auto-imunes, principalmente as tireoidianas, podem estar associadas ao vitiligo.

Quais os tratamentos para o Vitiligo?

Novas terapias têm sido propostas, como o uso de imunomoduladores tópicos, aliadas àquelas já consolidadas, como os psoralenos e os corticosteróides; o sucesso terapêutico, entretanto, está estritamente relacionado à qualidade da relação médico/paciente.

[sc:AssineListaFinalPost ]

Hiperidrose Axilar

O quê é hiperidrose axilar?

A hiperidrose axilar, ou suor excessivo nas axilas, é uma doença caracterizada pelo aumento na secreção de suor (transpiração), que vai além das necessidades fisiológicas normais do corpo, que visam regular a nossa temperatura.

A hiperidrose, compromete a qualidade de vida das pessoas afetadas. Principalmente no campo social, por inibir a interação da pessoa afetada com outras.

O suor excessivo pode atingir as axilas, mãos e pés. Nas axilas às vezes também apresenta odor forte. Tudo isso leva a um comprometimento social importante.

Tratamentos para hiperidrose

Existem diversos tratamentos para hiperidrose, como cirurgia de simpatectomia, aspiração das glândulas, aplicação de toxina botulínica, radiofrequência, entre outros. Cada um desses tratamentos tem suas vantagens e desvantagens.

O tratamento para suor excessivo que tem demonstrado os melhores resultados e com melhor segurança é aplicação de botox, que interrompe a sudorese sem causar outros efeitos colaterais, como a sudorese compensatória.

[accordion_item title=”Veja um pouco mais” open=”true”]

[/accordion_item]

[sc:AssineListaFinalPost ]

———————————-

Estrias: causas e tratamentos

O que são as Estrias?

As Estrias são caracterizadas pela deformação ou rompimento das fibras de colágeno e elastina que dão sustentação para a pele. As estrias podem aparecer tanto em homens, quanto mulheres. O período de maior aparecimento de estrias é na adolescência e também as estrias de gravidez/gestação. Entretanto, de uma forma geral, as podem aparecer em qualquer pessoas e a todo instante vemos fotos de pessoas famosas com estrias.

[accordion_item title=”Causas das Estrias”]

Estrias na Gravidez: Aproximadamente 90% das mulheres podem vir a desenvolver algum tipo de estrias. Frequentemente no início são estrias vermelhas e só com o tempo se transformam em estrias brancas. O mais comum nesses caso é o aparecimento de estrias na barriga e no peito.

Estrias por Distenção: são estrias que aparecem devido a uma rápida distenção na pele, seja pelo crescimento (estrias nas costas), pelo desenvolvimento na puberdade (estrias no peito e estrias no bumbum). Entram nesses casos também a estrias devido a obesidade e ao “efeito sanfona”.

Estrias por alteração hormonal: alguns distúrbios hormonais também podem causar as estrias, normalmente por alteração do peso, levando a distenção da pele e consequente estrias. Nessa categoria, o maiscomum é o uso crônico, excessivo de corticóide oral ou até mesmo tópico, além de síndromes metabólicas, como a Síndrome de Cushing.

[/accordion_item]

Tratamento de Estrias:

Dito sobre as causas das estrias, vamos ao que interessa à maioria, os tratamentos para estrias. Quando falamos no tratamento das estrias, podemos lançar mão desde creme para estrias, comerciais ou medicamentos, a até procedimentos como dermoabrasão, Dermaroller e Laser de CO2 para estrias.

Entretanto duas coisas são importantes a serem observadas: (1) quanto antes iniciar os tratamentos melhores serão as chances de bons resultados, por isso não demore. (2) sempre é possível melhorar o aspecto e; (3) ainda não existe cura para as estrias, por isso cuidado com o que lhe prometem.

Com isso bem entendido vamos aos tratamentos para estrias:

[accordion_item title=”Opções de tratamento para as estrias”]

Hidratação: a hidratação contínua do organismo, através da ingestão diária de 2-3 litros de líquidos é importante no bom funcionamento e manutenção das fibras de colágeno da pele, ajudando, parciamente a prevenir as estrias ou melhor as estrias um pouco.

Creme para estrias: existem diversos produtos e creme para estrias no mercado, tanto de uso comercial quanto prescrito por dermatologista, aconselhamos os produtos dermatológicos pois possuem melhor efeito e melhor custo benefício. O mais comum é a associação de um hidratante/óleo/emoliente, com algum tipo de ácido, como ácido retinóico, glicólico, mandélico entre outros. Esses tratamentos também são utilizados com intuito de prevenir as estrias na gravidez. Nesse caso o médico deverá ser consultado para escolha dos medicamentos possíveis nessa fase.

Peeling: o peeling é um ótimo método no tratamento das estrias. Ele promove uma descamação da pele tratada, melhorando a textura superficial da pele e estimulando a produção de colágeno nas camadas mais profundas, também é excelente no tratamento de áreas manchadas ou estrias mais escurecidas.

Dermoabrasão: a microdermoabrasão ou também a dermoabrasão consiste na esfoliação da pele e ela serve no tratamento das estrias promovendo a renovação das camadas superficiais e profundas da pele, estimulando um novo processo de cicatrização que leva à melhora das estrias.

Dermaroller: Dermaroller é um tratamento recente, que consiste em um rolo com micro-agulhas, que é passado várias vezes na área a ser tratada, causando um pequeno trauma e à semelhança do laser de CO2 fracionado, vai estimular a produção de colágeno e elastina, retraindo a pele. Utilizado nos tratamento para estrias, cicatrizes de acne, rugas da face e flacidez da pele.

Cirurgias: O método mais utilizado é a Abdominoplastia, um método mais indicado quando há grande flacidez, as estrias são eliminadas apenas na faixa de pele retirada, não sendo um tratamento para estrias de primeira indicação. É realizado por cirurgiões plásticos.

[/accordion_item]

[accordion_item title=”Tratamento a Laser para Estrias” open=”true”]

Laser Fracionado de CO2: ou o Laser de Erbium Fracionado são hoje os métodos mais eficientes no tratamento para estrias. Trata-se de um laser que promove a vaporização da água da pele, com consequente cicatrização e estímulo à formação de colágeno e retração da pele. Ele também é utilizado no tratamento da flacidez da pele, cicatrizes traumáticas, cicatrizes cirúrgicas, cicatrizes de acne e manchas na pele, além de promover o rejuvenescimento. Normalmente o tempo de recuperação é rápido, de 3 a 7 dias e não impede o trabalho.

[/accordion_item]

[accordion_item title=”Fontes”]

– MARC TUNZI, M.D. et al. Common Skin Conditions During Pregnancy.

– Satish Doddaballapur. Microneedling with Dermaroller. J Cutan Aesthet Surg. 2009 Jul–Dec; 2(2): 110–111.

– Clinica Dr. Alexandre Lima: Laser Fracionado de CO2.

MedStetica: Hidratação

[/accordion_item]

[sc:AssineListaFinalPost ]

Dermatose papulosa nigra

O que é a Dermatose Papulosa Nigra?

A DPN, ou dermatose papulosa nigra, é uma alteração benigna da pele. Pode surgir em qualquer pessoa, mas ocorre com maior frequência em negros e pessoas de pele morena. É também mais comum no sexo feminino. O surgimento das lesões pode se iniciar desde a adolescência, mas é mais comum já na vida adulta.

Quais as manifestações da dermatose papulosa nigra?

Ocorrem lesões pequenas, elevadas, de coloração marrom escuro ou pretas (“bolinhas pretas“). Acomete principalmente o rosto e o pescoço. Normalmente as lesões têm de 2-5 milímetros, mas podem ser maiores.

O aparecimento de novas lesões é gradativo ao longo da vida, chegando a casos com grande comprometimento estético devido à quantidade de lesões.

Tratamento para Dermatose papulosa nigra

O tratamento da lesão é relativamente simples e com resultados estéticos muito bons. Consiste na destruição das lesões, isso pode ser conseguido das seguintes maneiras:

  • Cauterização química.
  • Criocirurgia
  • Eletrocoagulação.
  • Tratamento a laser: mais pontual e preciso.

Fotos de Dermatose Papulosa Nigra

[sc:AssineListaFinalPost ]

Hiperplasia Sebácea

O quê é Hiperplasia Sebácea?

A Hiperplasia sebácea é um quando há um aumento no tamanho das glândulas sebáceas. As glândulas sebáceas estão presentes em toda a pele do corpo exceto nas palmas das mãos e plantas dos pés. É mais comum aparecer em adultos de pele clara, e mais frequente em pessoas que apresentam pele oleosa. Em alguns casos surgem lesões isoladas mas também pode ocorrer em grande número, especialmente na face.

A Hiperplasia sebácea é uma alteração benigna, mas pode constituir um problema cosmético.

Sinais e Sintomas da Hiperplasia Sebácea

A queixa comum é o aparecimento de bolinhas amareladas no rosto, que medem 2-5mm de diâmetro, são macias e superficiais de coloração amarelada, rosada ou cor da pele.

O local mais comum é na face, principalmente na testa, no nariz e nas bochechas. Podem acometer também o tórax e o pescoço.

Quando ocorrem isoladamente podem ser confundidas com o carcinoma basocelular, por isso é muito importante, em caso de dúvida marcar uma consulta com o seu dermatologista.

Quais os tratamentos para Hiperplasia Sebácea?

Os tratamentos são realizados com finalidade estética, pois podem causar grande incômodo em algumas pessoas. Mas as lesões são benignas.

  • Eletrocoagulação: usada para queimar as lesões e destruir as glândulas aumentadas de tamanho.
  • A Isotretinoína pode reduzir o número das lesões, mas com a descontinuação do tratamento ocorre recidiva.
  • Procedimentos como excisão, crioterapia, cauterização química e shaving podem ser utilizados, mas estes procedimentos apresentam um risco maior de manchas e cicatrizes residuais.
  • Laser de CO2 e Laser Erbium: são ótimos tratamentos pois também queimam a lesão, eliminando totalmente, mas são mais precisos por não atingir a pele ao redor.

Fotos de Hiperplasia Sebácea

[sc:AssineListaFinalPost ]

Acne e pele oleosa

A pele oleosa é uma condição caracterizada por poros abertos e uma aparência brilhante que resulta do excesso de produção de sebo pelas glândulas sebáceas e sua liberação a partir do óstio folicular na superfície da pele.

O sebo é composto principalmente de lipídios neutros, com uma quantidade relativamente alta de triglicérides, ácidos graxos livres, ésteres de cera, colesterol e esqualeno. Entre eles, esqualeno e estéres de cera são componentes exclusivos e típicos do sebo. O sebo secretado cobre a superfície da pele e constitui a maioria dos lipídios da pele. Além disso, uma fração lipídica muito menor é produzida por queratinócitos epidérmicos, os quais, na maior parte, preenchem os espaços intercelulares entre queratinócitos e asseguram a barreira de permeabilidade da pele. Os sebócitos parecem ser muito mais do que simples alvos dos androgênios. Recente evidência sugere que eles também são capazes de metabolizar e sinteti­zar hormônios andrógenos e, por isso, desempenham um importante papel na homeostase do androgênio cutâneo.

A dinâmica do fluxo do sebo da superfície da pele resulta de um processo de várias etapas, começando com a proliferação de sebócitos, a síntese de lipídios intracelulares, a lise das células no duto sebáceo, o armazenamento de sebo na reserva folicular e a descarga por meio da abertura folicular, espalhando o sebo sobre o estrato córneo.

As características da pele oleosa são perturbadoras para pessoas (principalmente mulheres) com essa condição e são percebidas como um sério problema cosmético.

Leia mais:

[dt_sc_fancy_ul style=”rounded-arrow” variation=”cyan”]

[/dt_sc_fancy_ul]

[sc:AssineListaFinalPost ]

Melasma

Melasma é alteração que se caracteriza pelo surgimento de manchas escuras na pele. O local mais comum é no rosto, mas também pode ocorrer nos braços e colo. Afeta principalmente as mulheres, mas pode ser vista também nos homens. Existem vários fatores que contribuem para o surgimento das manchas de melasma, muitas vezes esta está relacionado ao uso de anticoncepcionais, à gravidez e principalmente à exposição solar. Os fatores desencadeantes são a exposição  à luz Ultravioleta  e também à luz visível e calor. Além dos fatores hormonais e da exposição aos raios solares, a predisposição genética e  histórico familiar também influencia no surgimento desta condição.

[dt_sc_hr_invisible]

[dt_sc_callout_box type=”type3″ button_text=”Veja o artigo” link=”https://www.dralexandrelima.com.br/alteracoes-esteticas/melasma-causas-sintomas-tratamentos/” target=”_blank”]

Melasma: Causas, Sintomas e Tratamentos

Artigo detalhados sobre as causas e os tratamentos para Melasma.
[/dt_sc_callout_box]

[dt_sc_hr_invisible]

Fotos de Melasma e Fotos de Antes e Depois de Tratamentos com Laser

Observação: As fotos de antes e depois foram retiradas de artigos médicos científicos, vide referência abaixo.

 

 

[visibility type="hidden-phone"]

[dt_sc_titled_box type="titled-box" title="Inscreva-se na nossa lista" variation="blue"]

Assine a nossa lista e comece a receber Agora, dicas que vão transformar a sua pele rapidamente.

Para escolhas corretas procure um dermatologista da sua confiança.

[dt_sc_button size="small" link="https://www.dralexandrelima.com.br/ld-dral-newsletter/" target="_blank" variation="blue"]Inscrever Agora[/dt_sc_button]
[/dt_sc_titled_box]

[dt_sc_clear][/visibility]

[visibility type="visible-phone"]

[/visibility]

Dermatite de fraldas (Assaduras)

O que são as Assaduras (ou Dermatite de Fraldas)?

Em primeiro lugar é importante entender que o nome correto é Dermatite, ou eczema, da área de Fraldas. Pois ao contrário do que muitos acham, não se trata de uma dermatite ou alergia por causa das fraldas.

Na prática, é uma irritação na pele que ocorre pelo contato com a urina e fezes retidas pelas fraldas e plásticos. Algumas vezes surgem infecção secundária causada por cândida ou bactérias. A ação das bactérias sobre a urina, decompondo a uréia, aumenta a ação irritativa.

Como se desenvolve ou se adquire as assaduras e dermatite de fraldas?

O primeiro ponto é o contato prolongado com a urina e as fezes do bebê, (pode ocorrer em pacientes adultos quando há incontinência urinária e fecal). Na urina encontramos uréia que se transforma em amônia, e esta provoca irritação. A pele molhada é outro fator, pois pode causar fricção contra a fralda favorecendo o crescimento de bactérias. Este tipo de dermatite ocorre tanto com o uso de fraldas de pano ou descartáveis.

Quais são os sintomas da Dermatite de Fraldas?

Nos casos mais leves de dermatite, é observada uma vermelhidão de pele (eritema), associada a descamação, aspecto brilhante e, eventualmente, com pontinhos elevados (pápulas). Ficam restritas às regiões cobertas pelas fraldas. Esse é caso clássico de assadura. Nas irritações moderadas, há lesões mais profundas, ficando com uma cor violácea e áspera, podendo ser vista uma maceração da pele.

Em que época surgem mais assaduras?

Os casos agudos, iniciais, surgem frequentemente entre o primeiro e o segundo mês de vida. As lesões são localizadas nas áreas de fraldas, face interna das coxas, nádegas e glande ou vulva.

Como é feito o diagnóstico de Dermatite de Fraldas pelo médico?

O diagnóstico é feito primordialmente através do exame clínico, ou seja, basta apenas o exame feito na consulta, sem necessidade de exames laboratoriais.

Como é feito o tratamento das Assaduras e Dermatite de Fraldas?

O ponto principal é higiene da área da fralda. Você deve evitar a fricção intensa da pele no momento da limpeza e o uso de lenços umedecidos devem ser evitados pois alteram a composição normal da pele, levando ao início das assaduras.

Devemos trocar as fraldas freqüentemente. Para as fraldas de pano, o sabão em pó e amaciantes devem ser evitados no momento de lavar, é preferível o sabão neutro (glicerina ou coco).

Tente deixar o bebê o máximo de tempo possível mais à vontade, sem fraldas, e expor a região ao sol também ajuda. Em casos mais graves, quando há processo inflamatório mais intenso, o dermatologista pode ver necessidade em prescrever um corticóide tópico. Quando há infecção secundária por fungos ou bactérias antimicrobianos podem ser usados. A pomada também tem um papel importante, pois simula a função natural da pele ao formar uma barreira protetora contra os agentes irritantes e microorganismos.

Como prevenir as assaduras e dermatite de fraldas?

Além de tomar os cuidados citados acima:

[dt_sc_fancy_ul style=”tick” variation=”cyan”]

  • O leite materno tem anticorpos que podem defender os nenês amamentados contra a infecção.
  • Manter a pele limpa e seca, especialmente nas dobras e sulcos;
  • Trocar freqüentemente as fraldas;
  • Usar sabonetes suaves;
  • Deixar a pele do bebê exposta ao ar fresco sempre que possível.

[/dt_sc_fancy_ul]

Fotos de Assadura e Dermatite de Fraldas:

 

Veja mais em: Doenças de Pele

[sc:AssineListaFinalPost ]

Cicatrizes de Acne

A Acne é um problema que incomoda grande parte dos adolescentes e muitos adultos. O que a grande maioria ignora é que Acne não é “normal”, é uma doença comum sim, mas pode e deve ser tratada, independente da idade. As espinhas não duram para sempre, mas até que melhorem pode deixar muitas marcas na pele como manchas e cicatrizes.

É muito importante seguir a orientação de um médico dedicado a esses tratamentos. O seu dermatologista é quem pode lhe orientar melhor sobre os diversos tratamentos existentes.

Tratamentos para Cicatrizes de Acne

No tratamento das cicatrizes de acne planejamos algumas melhorias: (1) Melhora das manchas da pele. (2) Melhora das cicatrizes atróficas (marcas fundas). (3) Melhora das cicatrizes hipertróficas (marcas elevadas).

Para isso devemos tratar as manchas e estimular a remodelação de colágeno da pele, que podemos conseguir com os seguintes procedimentos.

  • Laser de CO2 Fracionado e Laser de Érbium Fracionado: ambos têm excelentes efeitos no estímulo do colágeno e contração das cicatrizes, diminuindo o tamanho e profundidade. Isso melhora a flacidez de algumas cicatrizes e o aspecto geral da pele. É um dos tratamentos mais utilizados atualmente.
  • Dermaroller: efeitos semelhantes ao laser, mas não promovem uma contração tão significativa.
  • Preenchimento de cicatrizes
  • Sculptra: produto que estimula formação de colágeno e melhora a flacidez preenchendo cicatrizes.

 

Marque uma consulta agora e comece a tratar as cicatrizes de acne.

[sc:AssineListaFinalPost ]