TAKING TOO LONG?
CLICK/TAP HERE TO CLOSE LOADING SCREEN.
Tag: Dermatologia

Cuidados com a pele no verão

No verão é normal haver um aumento das atividades realizadas ao ar livre. Nessa época também, a radiação solar incide de forma mais intensidade sobre a Terra, com isso aumenta o risco de queimaduras, câncer da pele e outros alterações. Sendo assim, não podemos deixar a fotoproteção em segundo plano. A seguir vou dar algumas dicas para aproveitar a estação mais quente (e animada) do ano sem colocar a saúde em risco.

Roupas e acessórios

Além do filtro solar (muito importante para o nosso dia a dia), durante o verão é importante usar chapéu e roupas de algodão nas atividades ao ar livre, pois retêm cerca de 90% das radiação UV. Tecidos como o nylon, protegem apenas 30%.  As barracas usadas na praia devem ser feitas de algodão ou lona, materiais que absorvem 50% da radiação UV. Outro objeto que tem extrema importância são os óculos de sol, que previnem cataratas e lesões á córnea.

Comportamento de proteção

A melhor forma de prevenir é ter um comportamento adequado. Diminua ao máximo a exposição desnecessária. Procure áreas de sombra, não fique se expondo para bronzear. E principalmente, evite a exposição solar entre 10h e 16h (horário de verão), pois nesse horário a incidência e a radiação estão mais fortes.

Filtro solar

Durante o verão devemos reforçar o uso de filtro solar, ele deve ser aplicado diariamente, e não somente nos momentos de lazer. A recomendação é utilizar um produto com FPS 30 ou superior e um PPD acima de 10. Ideal para uma exposição mais prolongada ao sol (praia, piscina, pesca etc.). Para pessoas mais sensíveis, que possuam manchas e melasma ou que estejam em tratamento com ácidos ou laser, eu recomendo FPS 60 e PPD 20.

Os produtos devem ter proteção contra os raios UVA (indicado pelo PPD) e contra os raios UVB (indicado pelo FPS). O ideal é que se aplique o produto 30 minutos antes da exposição solar, para que a pele o absorva (se não for possível aplicar com essa antecedência, aplique mesmo que na hora de se expor). Reaplique o filtro a cada duas horas, mas fique atento, esse tempo acaba sendo menor se houver muita transpiração ou caso você entrar na água. Aplique o protetor uniformemente em todas as partes de corpo, isso inclui mãos, orelhas, nuca, pés. Cuidado com filtro solar em Spray, é muito comum a aplicação irregular desse protetor, que pode deixar algumas áreas de pele desprotegidas.

Outras dicas

Uma dica interessante é o uso de fluidos siliconados nas pontas dos cabelos. Dessa forma você impede que eles se danifiquem com o vento, calor ou maresia.

Cicatrizes e proteção solar: Quando novas, as cicatrizes podem ficar escuras se não forem protegidas. Pode ser colocado o filtro na própria cicatriz ou protegê-las com adesivos ou esparadrapos.

Em crianças, inicia-se o uso do filtro solar a partir dos seis meses de idade, utilizando um protetor adequado para a pele sensível da criança, de preferência os filtros físicos. Você pode pedir orientação a um pediatra ou a um dermatologista sobre qual o melhor tipo para cada caso.

É muito importante para nós, pais,  transmitir para as crianças e jovens o hábito de usar o protetor solar diariamente. 75% da radiação acumulada durante toda a vida ocorre na faixa entre 0 e 20 anos.

Pele negra e proteção solar: As pessoas de pele negra têm uma proteção natural da pele, já que produzem uma quantidade muito maior de melanina, mas não podem esquecer da fotoproteção. Os negros também estão sujeitos a queimaduras, câncer da pele e outros problemas. Dessa forma, precisam usar filtro solar, roupas e acessórios apropriados diariamente.

Hábitos Diários

As temperaturas mais quentes exigem maiores cuidados com a hidratação, tanto por dentro quanto por fora. Aumente a sua ingestão de líquidos no verão, consumindo bastante água, suco de frutas e da água de coco. Aplique diariamente um bom hidratante, isso ajuda a manter a quantidade de água na pele entre 10% a 30%.

Alguns alimentos podem ajudar na prevenção dos danos que o sol causa à pele: cenoura, abóbora, mamão, maçã e beterraba, são alguns deles. Esses alimentos contêm carotenóide, ele se deposita na pele e auxilia pois retém as radiações ultravioletas. Esta substância é encontrada nas frutas e legumes de cor alaranjada ou vermelha.

Durante o banho, use sabonetes adequados ao seu tipo de pele. A temperatura da água deve ser fria ou morna, para evitar o ressecamento.

Fonte: Sociedade Brasileira de Dermatologia

[sc:AssineListaFinalPost ]

Tratamento de Cicatrizes de Acne com Laser de CO2 Fracionado

 

A Acne ou Espinha é uma doença muito comum. E se você não teve, tenho certeza que conhece alguém muito próximo a você que passou por esse problema. Ela acomete principalmente adolescentes mas também pode aparecer em crianças e nos adultos e nesse caso é mais comum nas mulheres entre 20 e 40 anos. Existem algumas pessoas que desenvolvem formas mais graves de acne, e estas formas podem deixar manchas, marcas e cicatrizes no rosto e no tronco.

As cicatrizes ocorrem devido a um processo inflamatório na pele, que leva a uma consequente fibrose e retração da superfície da pele, levando às depressões. Algumas vezes essas depressões assumem um aspecto grosseiro.  E se você tem esse problema saiba: eu entendo e sei o quanto isso te incomoda.

Essas cicatrizes podem se apresentar com vários aspectos:

  • Atróficas, que são deprimidas, mais finas que a pele normal, ou
  • Hipertróficas e queloideanas, que são mais espessas que a pele normal.

A parte boa é que nós temos várias formas de tratar e melhorar esse problema que você vê diariamente, quando se olha no espelho.

Existem diversos tipos de tratamento, como preenchimento, dermoabrasão, dermaroller, peeling, cirurgia e etc. Hoje vou falar sobre o Laser de CO2 Fracionado. No entanto é importante saber que em muitos casos devemos associar mais de um tipo de tratamento.

O Laser de CO2 Fracionado é um dos melhores tratamentos para as cicatrizes.

Ao ser aplicado na pele, ele promove uma vaporização localizada e aquecimento da região ao redor, esses dois processos fazem com que haja uma intensa renovação celular e migração de fibroblastos que vão produzir um colágeno novo, fazendo com que haja melhora do aspecto e da textura das cicatrizes e da pele.

Dúvidas sobre o tratamento com Laser de CO2 Fracionado

1) Existe alguma restrição de idade para fazer a aplicação do Laser de CO2 Fracionado?
Não, qualquer pessoa, independente da idade pode fazer, se o médico julgar que há indicação.

2) Quantas sessões são necessárias para o tratamento das cicatrizes?
Não existe um número certo de sessões, cada pele responde de uma forma, mas em média realizamos de 3 a 5 sessões.

3) Qual é o intervalo entre as aplicações do Laser de CO2 Fracionado?
Varia um pouco de pessoa para pessoa, mas normalmente eu realizo a cada 2 meses, para que a pele possa se recuperar e produzir mais colágeno.

4) Qual a melhor época do ano para realizar a aplicação do Laser de CO2 Fracionado?
Muitos acham que só podemos fazer esses procedimentos no inverno. No entanto se você seguir corretamente as orientações do dermatologista, pode ser realizado em qualquer época do ano.

5) A aplicação do Laser é dolorosa?
É um procedimento que pode ser bastante incômodo, dependendo de cada pessoa, mas com o uso de anestésicos específicos o procedimento torna-se muito tolerável.

6) Existe algum risco para a pele com esse tratamento?
Sim, existem riscos, caso não sejam observados os devidos cuidados ou se for aplicado por um profissional sem o devido treinamento, pode levar a sequelas como manchas e cicatrizes, que podem até ser permanentes. É por isso que esse procedimento só pode ser realizado por um médico bem treinado e de confiança.

[sc:AssineListaFinalPost ]